Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária

Governo de Pernambuco

Imprensa

Notícias

07/05/2010

Presidente do Iterpe receberá título de cidadão Lagoagrandense

 
Neste sábado (08), o presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (Iterpe), José Estevo Barbosa (Mantena), receberá o título de cidadão Lagoagrandense. A solenidade acontecerá às 16h, no plenário da Câmara Municipal de Lagoa Grande. O evento contará com as presenças do deputado federal, Gonzaga Patriota, do secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, e do deputado estadual, Geraldo Coelho, dentre outras autoridades. “Ter o título de cidadão Lagoagrandense é uma honra e satisfação“, afirmou o presidente.

José Estevo Barbosa (Mantena) tem 38 anos, é casado, pai de dois filhos. Nasceu no povoado de Palestina, zona rural do município de Mauriti, Sertão Cearense.Migrou para Pernambuco, mais especificamente o Vale do São Francisco, em busca de melhores condições de vida. Na região, trabalhou fruticultura irrigada como capinador, podador e fiscal de campo. Teve a carteira de trabalho assinada pelas Fazendas Gabriela e Milano, em Stª Maria da Boa Vista, e Passarinho, em Lagoa Grande. Sua atividade sindical teve início em 94, quando passou a ser Delegado Sindical de base, escolhido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) de Santa Maria da Boa Vista. Com o bom trabalho realizado, foi eleito, em 96, como o primeiro secretário de assalariados rurais do STR. Em 97, junto com outros companheiros, fundou o STR de Lagoa Grande, acompanhando a emancipação do município. Participou ativamente da coordenação de diversas campanhas salariais dos trabalhadores na fruticultura irrigada do Vale do São Francisco.

O reconhecimento deste trabalho não tardaria a vir. Em 99, é eleito, por unanimidade, como o mais jovem diretor da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco – FETAPE. Na Vice-Presidência da entidade, Mantena coordenou o setor de políticas públicas sociais, conseguindo importantes avanços no campo dos direitos previdenciários dos trabalhadores rurais, sobretudo na liberação das aposentadorias, auxílios-doença e salários-maternidade para os agricultores.

Em 2003, Mantena foi eleito para a direção executiva estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT/PE). Na direção da CUT, Mantena teve uma atuação decisiva no fortalecimento da relação da Central com os STR’s e na integração das lutas por melhores condições de vida para trabalhadores do campo e da cidade. Em 2004, resolve partir para uma atuação política mais decisiva. Candidata-se a vereador pelo município de Lagoa Grande, pelo PSB, ficando na primeira suplência da coligação “União por Lagoa Grande 1”. Em 2005, assume a assessoria especial do Prefeito de Lagoa Grande, Róbson Amorim (PSB). Em 2006 torna-se Secretário municipal de agricultura e desenvolvimento do interior, prestando relevantes serviços e benfeitorias que melhoraram as condições de vida de milhares de agricultores famliares do município.

Em 2007, estimulado pelo Deputado Federal Gonzaga Patriota, aceita o convite do Governador Eduardo Campos para assumir a Superintendência da Unidade Técnica Fundo de Terras de Pernambuco. Encampando uma antiga reivindicação dos trabalhadores rurais, José Estevo coordenou o processo de transformação do antigo FUNTEPE no Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco. Com autonomia financeira e maior possibilidade de captar recursos, o ITERPE avança na capacidade de articular projetos de regularização fundiária, aquisição de terras e desenvolvimento sustentável, econômica e ambientalmente, dos assentamentos públicos estaduais.

Em 2009, é eleito Presidente do STR de Lagoa Grande. Ao longo destes 12 anos de lutas e atividades sindicais, Mantena coordenou, junto com a articulação do semi-árido, a construção de mais de 600 cisternas de placas no interior do município. Coordenou também, a implantação de 12 assentamentos no município de Lagoa Grande, beneficiando mais de 600 famílias. Atuou fortemente na luta pela liberação de mais de 2 milhões de Reais, recursos do Pronaf, para o desenvolvimento da agricultura familiar de Lagoa Grande. Coordenou inúmeras greves que possibilitaram conquistas importantes para os trabalhadores na fruticultura irrigada do Vale do São Francisco.

Como presidente do Iterpe, Mantena já coordenou:

Crédito fundiário

- 2.381 famílias de agricultores familiares beneficiadas;
- 186 áreas de assentamento atendidas;
- 14,8 milhões de Reais investidos em projetos de investimentos comunitários, nas áreas de infraestrutura e recursos hídricos.
- Mais de 4.500 agricultores assentados através dos programas de crédito fundiário e cédula da terra.

Investimentos operacionais

- 1,6 milhão foi investido na compra de novos veículos e equipamentos.

Regularização fundiária

- No Vale do São Francisco, o ITERPE já identificou 102 mil hectares para fins de regularização.
- O processo irá beneficiar 4.937 famílias, que há anos esperam os títulos de propriedade.
- O Iterpe vai iniciar, ainda neste primeiro semestre, a regularização fundiária em 19 municípios do Agreste Meridional e no município de Ouricuri, no Sertão do Araripe.
- 904 títulos de propriedade já foram entregues pelo ITERPE, garantindo a posse definitiva, com direito à herança, para o agricultor.
- O Iterpe fez o Georreferenciamento dos 5 engenhos onde fica situada a Penitenciária Agrícola São João, em Itamaracá, certificando todos os agricultores da área. A ação viabilizará a criação de um pólo turístico no litoral norte, possibilitando a venda da área e a retirada do presídio, antiga reivindicação da população. Também foi realizado o georreferenciamento da área onde está instalado o Porto do Suape.

Visão de futuro

- Para 2010, 15 milhões de Reais, em convênios, já estão assegurados para regularização fundiária, aquisição de terras e investimentos produtivos e de infraestrutura.
- O ITERPE vai coordenar o processo de reconhecimento e titulação de 36 áreas de remanescentes de quilombos no agreste e sertão do Estado. O convênio com o INCRA e MDA, prevê investimentos de 5 milhões de Reais em 14 municípios.

Investimentos no município de Lagoa Grande

- R$ 2.940.600,00 – Divididos em 2.535.000,00 para construção de construção de casas, 405.600,00 para apoio inicial à produção no Assentamento Ilha do Pontal, beneficiando 169 famílias;
- R$ 680.131,88 – divididos em 387.000,00 (Pronaf), 230.491,88 (Subprojetos de investimento comunitário) e 62.640,00 (Subprojetos de aquisição de terras). Investimentos na construção de 20 casas, projeto de caprinocultura de corte e construção de cerca no Assentamento Fazenda União;
- R$ 641.279,12 – Dividido em 113.841,74 (Subprojeto de aquisição de terra), 204.937,38 (Subprojetos de investimento comunitário) e 322.500,00 (Pronaf). Implantação de projetos de instalação de videiras, uva de mesa, construção de cerca, além de projetos de assistência técnica e capacitação de agricultores no Assentamento Malhada Real;
- Investimento total no município de Lagoa Grande - R$ 4.262.011,00
voltar para Notícias
Governo de Pernambuco - Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária
Av. Caxangá, 2.200 - Cordeiro - Recife - PE - CEP 50.711-000